Enoque

From TSL Encyclopedia
Jump to navigation Jump to search
This page is a translated version of the page Enoch and the translation is 96% complete.
Other languages:
English • ‎español • ‎português
A translação de Enoque, ilustração de Figuras da Bíblia (1728)

O Livro de Gênesis registra que Enoque era o sétimo a partir de Adão e “andou com Deus; e já não era, porque Deus para si o tomou”.[1]

Enoque era sacerdote do fogo sagrado e pertencia à Ordem de Melquisedeque.

Enoque falou sobre os desafios que enfrentou naquela vida:

Nunca me lamentei dos meus passos, nem dos que antecederam as circunstâncias que me lançaram à beira do desastre humano, quando a minha vida, segundo os meus conterrâneos, foi julgada um fracasso. Porém, perante os mestres, perante os grandes Irmãos de Luz, fui considerado merecedor de fazer a ascensão e de deixar de ser, pois Deus me tomou para si. Não me lamento, pois os momentos em que fui alvo do escárnio da humanidade passaram rapidamente e a glória do futuro nos reinos de luz foi tão maravilhosa que, em apenas um instante daquela glória, toda a dor e angústia da censura humana foram apagadas e desapareceram[2]

Caminhei com Deus. Durante muitos séculos caminhei ao longo das estradas e caminhos da vida, carregando a Sua chama como um emissário da Grande Fraternidade Branca. Oh, a caminhada com Deus na Terra e nas cidades celestiais dos reinos do nosso Senhor, plantando as sementes do Cristo para que pudessem brotar nos corações dos homens! Também podeis caminhar com Deus se considerardes que, quando realizais as vossas tarefas diárias, mesmo as mundanas, estais envolvidos em uma caminhada com Deus. Ela torna-se cada vez mais próxima, uma comunhão interior, o ritmo das Suas pegadas e das batidas do Seu coração, do Seu sopro de fogo[3]

Enoque estava tão completamente absorvido pela sua identidade divina que o ritual da ascensão ocorreu em uma daquelas caminhadas com Deus. Isso pode ocorrer com qualquer um que construa um momentum de fogo sagrado em cada pegada, em cada batida do coração. Pois, a cada inspiração do fogo sagrado do trono de Deus, uma pessoa pode aproximar-se mais da meta de união com Ele.

Enoch and the fallen angels

Há um grande número de textos atribuídos a Enoque. O mais conhecido é o Livro de Enoque, cujo tema principal é o julgamento final de certa legião de anjos caídos, a quem ele denominou “Vigilantes”, e da sua prole. Em um dos primeiros capítulos do livro, Enoque é enviado aos Vigilantes para transmitir a mensagem de Deus de que não terão paz nem perdão devido aos pecados cometidos contra Ele. Os Vigilantes ficaram aterrorizados e tremeram, pediram-lhe para interceder por eles junto a Deus, o que ele fez. No entanto, Deus manteve o Seu julgamento contra os Vigilantes: “Nunca mais ascendereis aos céus”. Enoque escreveu esse livro para nos instruir, nos aconselhar e nos advertir.

Podemos invocar o Mestre Ascenso Enoque para julgar os anjos caídos e as origens do mal. Enoque afirmou:

Meus amados, roguei ao Pai para que pudesse falar convosco, de coração, em nome de Saint Germain. Alguns de vós estivestes comigo na minha vida como Enoque. Muitos de vós conhecestes a Atlântida comigo. Lembrais-vos vividamente das tentações dos anjos caídos, iniciadas há muito tempo, na Lemúria. Sabei, amados, que os caídos atraíram a humanidade, nesta hora, para as profundezas de uma degradação que não se supunha possível.

Seguramente, tudo que escrevi sobre o julgamento dos Vigilantes ocorrerá. Que os que são instruídos, bem ensinados pelos mensageiros, compreendam como direcionar o fogo sagrado e as legiões de Astrea para a Terra, a fim de arrancar as raízes da perversidade e do carma dos caídos, enquanto eles são atados e levados da tela da vida, após a transição e, evidentemente, removidos do plano astral e deste planeta”.[4]

A proximidade de Enoque conosco

O Senhor Maitreya falou sobre o nosso relacionamento com Enoque:

O tesouro do livro e dos muitos livros escritos por vosso Pai Enoch ainda estão guardados no coração da Terra. Enoque escreveu trezentos e sessenta e seis livros na presença de Deus quando foi levado ao céu altíssimo.[5]Mas depois disso, veio o dilúvio e ninguém mais encontrou esses livros perdidos de Enoch. No entanto, eles foram lidos por seus filhos antes da chegada do dilúvio.

Desejo que compreendeis que todo o céu conspirou para transmitir a Palavra de Deus, que Deus deu a Enoque, por meio dessas duas testemunhas. Pois esse ensino a Enoque era para vós pessoalmente - para todos os descendentes da luz que vieram de Adão e que reencarnaram novamente, para cada anjo encarnado que encarnou para o resgate dos portadores da luz. E esses ensinamentos agora publicados nessas publicações são a própria mensagem que Deus assegurou a Enoque antes de sua ascensão ao céu.

Oro para que continueis a estudar este texto dos Segredos de Enoque e compreendeis o quão perto estais desse mestre ascenso[6]e como ele vos ama como Pai e como figura de pai em vosso meio, e como está determinado a promover vosso chamado, vossa missão e a divulgação da Palavra desses livros e ensinamentos até que todos aqueles a quem eles foram destinados possam tê-los e fazer a escolha de ascender a Deus como ele fez.

Há um grande fervor entre todas as hostes do SENHOR, mas não há em ninguém maior fervor do que o fervor de vosso Pai Enoch para entregar-vos os escritos que ele próprio escreveu no presença de Deus como Seu mensageiro. Vêde como todos vós nascestes para serdes mensageiros de Shamballa, para levardes alguma parte daquela Palavra - para a viverdes, internalizardes, serdes como uma luz pulsante na Terra? Lembrai-vos do chamado.[7]

Para mais informações

O Livro de Enoque e outros textos de Enoque, com comentários de Elizabeth Clare Prophet, estão incluídos no livro Template:FAOE-pt.

Fontes

Mark L. Prophet e Elizabeth Clare Prophet, Os Mestres e os seus retiros, s.v. “Enoque.”

  1. Gn 5:24.
  2. Enoque, “Transfigured by Christ’s Imortality” (Transfigurado pela Imortalidade do Cristo), 17 de junho de 1962.
  3. Enoque, “The Walk With God” (A Caminhada com Deus), 5 de abril de 1969.
  4. Enoque, “I Have Chosen to Walk the Earth…” (Escolhi Caminhar na Terra...), Pérolas de Sabedoria, vol. 30, n° 9, 1 de março de 1987.
  5. Ver O Livro dos Segredos de Enoque 23: 1–3; 36; 47: 1–4; 68: 2, 3, em Elizabeth Clare Prophet, Fallen Angels and the Origins of Evil, pp. 431, 443, 450–51, 466.
  6. Para sua meditação sobre a mensagem de Enoque: Rosário de Enoque, álbum de áudio em MP3 (M10027), que inclui todos os ditados do mestre ascenso Enoque, o “Rosário de Enoque”, leituras de obras de Enoque e sobre Enoque, incluindo O Livro dos Segredos de Enoque e uma palestra de Mark L. Prophet, "Os mistérios de Enoque e o significado da condição de arhat"; e CD de música 'Enoch' (D99010).
  7. Senhor Maitreya, "O Livro Vivo", Pérolas de Sabedoria, vol.59, n°5, 1 de março de 2016.