Cidade Quadrangular

From TSL Encyclopedia
Jump to navigation Jump to search
This page is a translated version of the page City Foursquare and the translation is 100% complete.
Other languages:
English • ‎español • ‎português
O anjo que mostra a João a Nova Jerusalém, com o Cordeiro de Deus no centro, do Apocalipse de Bamberg

A Nova Jerusalém; arquétipo da Era de Ouro, cidades etéricas de luz, que existem mesmo agora no plano etérico (no céu) e que esperam ser trazidas à manifestação física (na Terra). São João Evangelista viu a descida da Cidade Santa como a imaculada geometria daquilo que será e que hoje já existe nas esferas invisíveis de luz: “Vi também a santa cidade, a nova Jerusalém, que de Deus descia do céu.”[1] Assim, para que esta visão e profecia seja realizada, Jesus ensinou a orar com a autoridade da Palavra falada, “Faça-se teu reino na terra assim como no céu!”

Almas não ascensas podem invocar a mandala da Cidade Quadrangular para o cumprimento da consciência de Cristo, assim no Alto como em baixo. A Cidade Quadrangular contém a matriz da identidade solar (alma) dos 144 mil arquétipos dos filhos e filhas de Deus necessários para focalizar a Totalidade Divina de sua consciência em uma dada dispensação. A luz da cidade é emitida a partir da Presença do EU SOU; do Cordeiro, do Cristo Cósmico e do Cristo Pessoal. As jóias são os 144 focos e frequências de luz ancorados nos chakras do Cristo Cósmico.

Cyclopea falou sobre a Cidade Quadrangular em um ditado dado em 5 de julho de 1970:

Estou esta noite colocando diante de vós a visão da Cidade Santa, a magnífica Cidade Quadrangular, o reino divino que virá sobre a Terra, enquando guardardes a chama. E sempre que virdes relatos de problemas, crises e injustiças em vossos jornais, eu invoco pelo poder do Elohim em nome do Deus Todo-Poderoso, com a permissão do vosso Santo Cristo Pessoal, que essa visão da Cidade Quadrangular sairá como um raio de vossa consciência para o mundo, para dentro aquela situação, para as áreas problemáticas como uma matriz divina do cubo cósmico, aquela Cidade Quadrangular que é a chave para a vitória de cada homem, a chave para a ascensão do próprio planeta.

 

Metafisicamente falando, os quatro planos do universo da Matéria

Metafisicamente falando, a Cidade Quadrangular é a mandala dos quatro planos e dos quadrantes do universo da Matéria; os quatro planos da Grande Pirâmide da consciência Crística, focalizada nas esferas da Matéria. Os doze portais constituem entradas para a consciência do Cristo, definindo as linhas e níveis das iniciações que Ele preparou para seus discípulos. Os doze portais são as portas abertas para as doze qualidades do Cristo Cósmico, mantidas pelas doze hierarquias solares (que são emanações do Cristo Universal) em prol de todos que estão investidos com o Amor ardente e avassalador do Espírito, todos que, pela graça, “Entrariam pelas portas dele com ações de graça, e em seus átrios com louvor”.[2]

O Retiro da Mãe Divina

Artígo principal: Retiro da Mãe Divina

Mãe Maria também falou sobre a Cidade Quadrangular:

O fundamento do vosso ser e a pirâmide da Vida são, de fato, uma por uma, a Cidade Quadrangular. E a Cidade Santa que João viu descendo do céu - essa cidade, amados, é a cidadela da consciência superior de todo ser do homem nas vastas extensões do Grande Corpo Causal. Coletivamente, essa grande Cidade Quadrangular é a vastidão do Retiro da Mãe Divina nas oitavas etéricas, onde está a verdadeira Cidade da Luz, onde a era de ouro reina.[3]

América do Norte

Os mestres ascensos chamaram a América do Norte de mapa da “Cidade Quadrangular”, o Lugar Preparado e a Terra Prometida para a reencarnação da semente da luz de Abraão. Deus e Deusa Meru disseram:

Estamos determinados a reverter a maré com uma forte e unida Cidade Quadrangular dos Estados Unidos e Canadá. Este quadrado maior, com seu coração no Retiro Interno, será a própria base e reduto dos poderes da Luz e dos chelas para avançar e reverter todo o momentum e o efeito dos Quatro Cavaleiros quando eles estiverem esgotados.[4]

O Grande Sol Central

Os mais altos representantes da Divindade no Ovo Cósmico são Alfa e Ômega, que residem na Cidade Quadrangular no Grande Sol Central. Em 11 de abril de 1971, Ômega falou sobre aquela Cidade Quadrangular:

Venho, então, reacender a chama, dar visão e perspectiva, dar orientação ao plano divino e ressuscitar dentro de vós a memória dos vossos votos originais feitos perante o altar do Mais Alto Deus, o altar central na Cidade Quadrangular, dentro da catedral, onde o grande órgão tocou a nota-chave da vossa chama divina quando entrastes nos anéis da névoa de fogo cristalino e seguistes adiante para as casas das hierarquias solares, descendo delas através de ciclos de infinito para ciclos de tempo e espaço.

Quando os quatro corpos inferiores estão em perfeito alinhamento através do poder do Cristo dentro do coração, o campo de força da Cidade Quadrangular no Grande Sol Central é sobreposto à consciência do homem.

A cidade de Los Angeles

Em 20 de março de 1975, Jesus consagrou Los Angeles como a Nova Jerusalém:

Eu, Jesus, vosso Senhor e Mestre, desejo ter nesta Cidade dos Anjos um foco permanente de luz onde o Vigário de Cristo possa vir ofertar a palavra da salvação e atrair essas energias - as energias da luz dos anjos e da luz dos Elohim - para o ponto focal da Divindade. Pois este é aquele local na nova terra e no novo Israel, nesses Estados Unidos. Este é o local que consagrei como o ponto da Nova Jerusalém.

Desejo projetar aqui a Cidade Santa e o Retiro da Chama da Ressurreição que fica sobre a Terra Santa. Assim, no Novo Mundo e neste continente, que esta cidade seja dedicada à efetivação da ressurreição para e em prol de toda a humanidade. Desejo entrar em minha Igreja, onde os que foram chamados pelo meu chamado me receberão, e desejo pregar a Palavra através da Mãe da Chama, todos os domingos pela manhã, para a elevação da humanidade.[5]

Outras cidades e locais na Terra

Em 3 de fevereiro de 1985, o Arcanjo Miguel falou sobre a matriz da Nova Jerusalém descendo também sobre outros locais do planeta:

Simultaneamente à descida da réplica do campo de força da Corte do Fogo Sagrado sobre Los Angeles, também há a descida da matriz etérica da Nova Jerusalém neste ponto e em vários pontos do planeta.

Já falamos antes sobre a descida desta matriz e desta manifestação, mas a descida deve acontecer através da Presença Eletrônica dos chelas encarnados, através do magneto de seus corações, de sua Presença do EU SOU, através de sua união com a vontade de Deus e da fé perfeita que confia que Deus realizará todos os milagres e salvará ao máximo esta comunidade de luz para realizar sua obra perfeita.

Entendei que podemos anunciar muitas vezes a descida da Cidade Santa e deveis entender o que ela é: É a contrapartida etérica daquilo que é o plano divino para toda e qualquer cidade e centro de Luz na Terra. Finalmente, sobreposta àquilo que é o plano divino, específico e único para a cidade, existe o plano divino da própria Nova Jerusalém, que é a cidade de Cristo e de seus santos, que contém a matriz etérica divina e verdadeira, à qual as tribos perdidas e os seres crísticos retornarão.

Vejamos ambos manifestos em todas as áreas - o plano divino local como a cidade etérica que desce (aquela peculiar para essa área) e o da própria Nova Jerusalém. Que todos compreendam que, para que exista alguma justiça na Terra, em qualquer campo de atuação, essa matriz deve ser invocada e trazida à manifestação. Assim, os cidadãos de outras cidades, estados e nações podem pegar este meu ditado - e podem tocá-lo e tocá-lo quantas vezes quiserem, e podem escrever suas cartas aos vinte e quatro anciães pedindo que a mesma matriz etérica da Corte do Fogo Sagrado possa ser focalizada em seus estados e nações.

Não digo qual será a resposta. Sou um defensor do chamado e da espada de chama azul. Sou um defensor da ciência da Palavra falada. Sou um defensor do poder do chakra do raio azul e do que ele pode fazer para recriar o mundo. Arcanjo Michael, “A Invocação: Conversa Direta e uma Espada do Hierarca de Banff”, Pérolas de Sabedoria, vol. 28, n° 10, 10 de março de 1985.</ref>

Uma visão para a cura da Terra

Em 1970, o Elohim Cyclopea anunciou que as hierarquias das Plêiades haviam liberado uma dispensação para a manifestação do padrão divino do planeta Terra. Cyclopea disse:

Estou nesta noite colocando diante de vós a visão da Cidade Santa, a magnífica Cidade Quadrangular, o reino divino que virá sobre a Terra enquanto mantiverdes a chama. Sempre que vires em vossos jornais relatos sobre problemas, crises e injustiças, estou clamando pelo poder dos Elohim, em nome de Deus Todo-Poderoso, com a permissão de vosso Santo Cristo Pessoal que esta visão da Cidade Quadrangular passará da vossa consciência para o mundo, para aquela situação, para as áreas problemáticas como uma matriz divina do cubo cósmico, aquela Cidade Quadrangular que é a chave para a vitória de cada homem, a chave para a ascensão do próprio planeta.

Digo, então, pelo poder do Poderoso Vitória, pelo poder da estrela de seis pontas do equilíbrio divino, embaixo como no Alto, pelo poder do Olho Onividente que penetra no núcleo dessa estrela que, nesta noite, focalizo na vossa consciência e ancoro no vosso terceiro olho a visão da Cidade Quadrangular Cósmica.

Esse foco é a imagem mais poderosa a ser trazida para a manifestação do Cristo e do reino de Deus nesta Terra. Em seu interior ela carrega o pleno poder da Mãe do Mundo e sua matriz divina de todo o universo material, para a manifestação do Cristo.

Permiti que o Olho Onividente de Deus penetre para verificar o que está ocorrendo no mundo, para determinar a posição das forças do mal. Então, que essa projeção do cubo cósmico seja estampada sobre elas, selando o lugar onde o mal habita pelo poder do Deus Altíssimo.

Toda a Hierarquia das Plêiades está por detrás desse experimento para a completa transformação do orbe planetário, pelo poder do Olho Onividente de Deus. Dou-vos a chave: invocai as Plêiades e as suas Hierarquias. Existem milhões de seres cósmicos que, com as suas comitivas, avançarão em resposta às vossas orações; milhões de Cristos Cósmicos que farão com que a matriz divina se manifeste.[6]

Fontes

Mark L. Prophet e Elizabeth Clare Prophet, Saint Germain On Alchemy (A Alquimia de Saint Germain).

Pérolas de Sabedoria, vol. 29, n° 16.

Elizabeth Clare Prophet, 31 de março de 1972.

  1. Ap 21:2, 9–27.
  2. Sl 100:4
  3. Mãe Maria, “Quem construirá meu templo?” Pérolas de Sabedoria, vol. 31, n° 51, 14 de agosto de 1988.
  4. Deus e Deusa Meru, “A Batalha do Armagedom nas salas de aula da América,” Pérolas de Sabedoria, vol. 31, n° 41, 24 de fevereiro de 1985.
  5. Jesus, o Cristo, “As pedras vivas da Igreja Universal e Triunfante”, Pérolas de Sabedoria, vol. 62, n° 15, 15 de abril de 2019.
  6. Pérolas de Sabedoria, 1978, p. 390-91.