Grande Diretor Divino

From TSL Encyclopedia
Jump to navigation Jump to search
This page is a translated version of the page Great Divine Director and the translation is 100% complete.
Other languages:
English • ‎español • ‎português
O Grande Diretor Divino

O Grande Diretor Divino é um ser cósmico. Ele diz: “Sou conhecido como o Grande Diretor Divino porque fundi a minha consciência com os ciclos cósmicos dos planos divinos de Deus para inúmeros universos de luz”. O seu corpo causal é uma gigantesca esfera azul que envolve o planeta inteiro. No interior dessa esfera existem grades e campos de força pelos quais passará o julgamento.

Há muito tempo atrás, ela passou por iniciações que o colocaram nos níveis de serviços cósmicos e o qualificaram para se tornar o manu da sétima raça raiz. O manu de uma raça-raiz é o legislador que estabelece o plano divino para toda uma evolução. O manu personifica o arquétipo para uma onda de vida de almas que encarnarão na Terra num determinado período – a imagem e semelhança divinas das quais são criadas e o padrão do seu destino. A sétima raça-raíz está destinada a encarnar primeiro na América do Sul, sob a direção do Grande Diretor Divino.

Seu serviço em eras passadas

Antes do afundamento da Atlântida, enquanto Noé construía a arca e advertia o povo sobre o dilúvio, o Grande Diretor Divino chamou Saint Germain e alguns sacerdotes fiéis para transportarem a chama da liberdade do Templo da Purificação para um local seguro nos montes Cárpatos, na Transilvânia. Ali, eles realizaram um ritual sagrado para que os fogos da liberdade se expandissem, mesmo quando o carma da humanidade estava sendo cumprido por força de um decreto divino.

Em encarnações sucessivas, Saint Germain e os seus seguidores, sob a orientação do Grande Diretor Divino, redescobriram a chama e continuaram a proteger o santuário. Mais tarde, com a ajuda do seu discípulo, o Grande Diretor Divino instituiu um retiro, no mesmo local onde a chama estava, fundando a Casa de Rakoczy, a casa real da Hungria. Devido à ligação que tem com a Casa, ele também ficou conhecido como Mestre R, inicial de Rakoczy.

Seu serviço hoje

El Morya conta que o Grande Diretor Divino patrocinou a Europa por milhares de anos. Ele é o instrutor de Saint Germain e de muitos outros mestres, incluindo-se entre eles Jesus e El Morya.

O Grande Diretor Divino é membro do Conselho de Darjeeling e também do Conselho do Carma, no qual serve no primeiro raio da sagrada vontade de Deus. Também ocupa a linha 12 do relógio das doze hierarquias solares, em prol das evoluções deste sistema solar, servindo com a hierarquia de Capricórnio, auxiliando os homens a superar a criação humana.

Invocar sua ajuda

Geralmente ele é retratado usando um grande cinturão azul adornado com joias azuis reluzentes e com raios de luz resplandecentes que emanam do seu coração, da garganta e da cabeça. Esses raios de luz são muito poderosos. Quando fazemos o decreto do Grande Diretor Divino é possível acessar esses raios e a sua proteção. No nível etérico, o mestre coloca o cinturão azul ao redor da pessoa que decreta para proteger-lhe os chakras e ajudá-la a manifestar o seu plano divino.

O Grande Diretor Divino administra o uso do Disco de Luz, que focaliza a ação rodopiante da chama violeta. À medida que o disco de fogo gira na velocidade da luz, em sentido horário, atrai para o seu centro a substância mal qualificada do cinto eletrônico e dos quatro corpos inferiores. É possível visualizar o disco de luz como uma lixadeira elétrica gigante que emite centelhas de luz enquanto gira e cria um vórtice que atrai para si toda a substância que precisa ser transmutada.

A direção divina é um estado de consciência em Deus, é a percepção perfeita do plano que Ele criou para a vida. Em última análise, essa percepção contém não só a direção como também a conclusão lógica das ações realizadas. Há muito tempo, antes da nossa alma considerar tornar-se Deus, um iniciado dos Senhores Solares percebeu a necessidade das ondas de vida, aqui embaixo, conhecerem o plano e de avançarem com a direção exata da Estrela Polar do Ser, para completar o plano como uma matriz-padrão, como pensamento conceitualizado, como motivo e boa vontade que engendrassem o momentum para a sua execução como realização na Mater, como consumação física para o cumprimento de um ciclo. Diante da chama que ele adorava, seu nome tornou-se secundário.

Assim, o ser sem nome, que adorava Deus como a lei de direção infalível, ficou conhecido como o Grande Diretor Divino, porque, por meio da adoração, ele se tornara um ser adorado e, depois, um ser adorável. Então, esse cargo na hierarquia cósmica, Grande Diretor Divino, tornou-se a sua identidade divina.

Ele é o autor de uma série de Pérolas de Sabedoria intitulada “O Conceito da Mecanização”[1], que nos ajuda a compreender os desafios de Armagedon. O corpo causal do mestre inspirou Franz Liszt a compor a “Marcha Rakoczy”.

Ganesha e o Grande Diretor Divino

Artígo principal: [[Ganesha|{{{2}}}]]

O Grande Diretor Divino é um ser cósmico notavel por seu grande corpo causal, no qual ele encarna a memoria, a matriz, a mente de Deus para todas as evolucoes desta exalacao da Divindade. No lexico e na compreensao dos mestres ascensos falamos no Grande Diretor Divino. No hinduismo eles falam de Ganesha. Quando voes meditam sobre estas duas vibracoes percebem que eles sao duas metades de um todo.

A meditação em Ganesha leva você a este depósito infinito da matriz da mente de Deus. Quando você entra em contato com esta matriz, entra em contato com a espiral central de energia que deve ser liberada do núcleo do átomo de sua preferência Presença do EU SOU para que você comece qualquer projeto que esteja iniciando no serviço a Deus. Você pode fazer o mesmo contato através do mestre ascenso, o Grande Diretor Divino, que ele mesmo, como se pode dizer, se torna Ganesha, se torna essa mente, esse computador cósmico.

Retiros

Artígo principal: [[Mansão Rakoczy|{{{2}}}]]

Artígo principal: [[Gruta de Luz|{{{2}}}]]

O Grande Diretor Divino continua a manter na Mansão Rakoczy, na Transilvânia, um foco de liberdade para a Europa Oriental e Ocidental. O retiro já foi físico, mas agora está no plano etérico.

Além da Mansão Rakoczy, o Mestre R mantém um foco na Gruta de Luz, na Índia. Ele usa ali a sua autoridade para livrar os quatro corpos inferiores dos iniciados mais avançados do carma remanescente, concedendo-lhes veículos purificados para prestarem um serviço cósmico no mundo da forma, antes de ascenderem.

Ver também

Novena do Grande Diretor Divino

Fontes

Mark L. Prophet e Elizabeth Clare Prophet, Os Mestres e os seus retiros, s.v. “Grande Diretor Divino.”

  1. also available as Mark L. Prophet, The Soulless One: Cloning a Counterfeit Creation