Changes

Jump to navigation Jump to search
no edit summary
Line 138: Line 138:  
<blockquote>Entre os dois, os "daevas" [os demônios] não escolheram corretamente; pois, conforme eles deliberavam, a ilusão os venceu de modo que escolheram a Mente Má. Então eles, de comum acordo, precipitaram-se para a Fúria para, assim, extinguir a existência de homens mortais.<ref>Ibid.</ref></blockquote>
 
<blockquote>Entre os dois, os "daevas" [os demônios] não escolheram corretamente; pois, conforme eles deliberavam, a ilusão os venceu de modo que escolheram a Mente Má. Então eles, de comum acordo, precipitaram-se para a Fúria para, assim, extinguir a existência de homens mortais.<ref>Ibid.</ref></blockquote>
   −
O Espírito Santo e o Espírito do Mal são, como diz Zaehner, “irreconciliavelmente opostos um ao outro”.<ref>Zaehner, "Dawn", pp. 42-43.</ref>Zaratustra disse:  
+
O Espírito Santo e o Espírito do Mal são, como diz Zaehner, “irreconciliavelmente opostos um ao outro”.<ref>Zaehner, "Dawn", pp. 42-43.</ref> Zaratustra disse:  
    
<blockquote>Falarei sobre os dois Espíritos dos quais, no início da existência, o Santo assim falava àquele que é o Mal: “Nem os nossos pensamentos, nem os nossos ensinamentos, nem as nossas vontades, nem as nossas escolhas, nem as nossas palavras, nem nossas ações, nem nossas consciências, nem ainda nossas almas concordam.”<ref>Gatha: Yasna 45.2, citado em Zaehner, "Dawn", p. 43.</ref></blockquote>
 
<blockquote>Falarei sobre os dois Espíritos dos quais, no início da existência, o Santo assim falava àquele que é o Mal: “Nem os nossos pensamentos, nem os nossos ensinamentos, nem as nossas vontades, nem as nossas escolhas, nem as nossas palavras, nem nossas ações, nem nossas consciências, nem ainda nossas almas concordam.”<ref>Gatha: Yasna 45.2, citado em Zaehner, "Dawn", p. 43.</ref></blockquote>

Navigation menu