Afirmações Transfiguradoras de Jesus, o Cristo

From TSL Encyclopedia
Jump to navigation Jump to search
This page is a translated version of the page Transfiguring Affirmations of Jesus the Christ and the translation is 100% complete.
Other languages:
English • ‎español • ‎português • ‎한국어
Os sete chakras

As “Afirmações Transfiguradoras de Jesus o Cristo” são mantras para alcançar a Consciência Crística. Elas foram ditadas por Jesus o Cristo por meio do mensageiro Mark L. Prophet assim como o mestre as ensinou a seu círculo interno de discípulos.

Ao fazerdes essas afirmações em voz alta, ocorre a liberação do fluxo de energia do vosso chakra do coração, do centro do coração que é a sede da chama trina da Vida. Há também o fluxo do chakra da garganta no poder da Palavra falada definindo o padrão de vossa automestria. Existe o fluxo do olho onividente, o chakra do terceiro olho, que usamos para visualizar a perfeição de Deus e sua precipitação no homem. Existe o fluxo de Luz através do coroa da vida, o ponto de lótus da consciência búdica. Existe o fluxo de paz através do plexo solar. Existe o fluxo do chakra da sede da alma e, finalmente, existe o fluxo da Mãe no chakra da base da espinha. Todos os chakras em vosso ser são pontos para vossa realização dos níveis de Consciência Divina.

A maneira como Deus Se concebe é como Deus Se expressa em você, e como Deus Se expressa em você depende de você liberar o fluxo de luz. É como abrir as janelas para o ar fresco - abrir as janelas da alma para que a Luz de Alfa e Ômega possam fluir. É por isso que, no Oriente, a meditação na respiração - a respiração do fogo sagrado, a inspiração e a expiração - é tão importante.

O fluxo da respiração ao liberar o mantra também libera as energias prânicas para dentro e para fora dos chakras. Os chakras servem para receber as energias vivificantes da Mãe como prana, como a essência do Espírito Santo, e servem para dar luz espiritual, as energias da criação que vêm de Alfa. O dar e o receber simultâneo das energias dos chakras tece um padrão semelhante ao de uma cesta, o efeito do movimento da energia no sentido horário e anti-horário.

Ao fazer esses mantras, respire profundamente pelo diafragma e sinta sua respiração como o sopro de fogo: em seguida, sinta como se estas sete janelas da expressão de Deus com você estão se abrindo. Você está liberando louvor a Deus por meio dos sete centros da Consciência Divina. E em vez da concepção costumeira de que falamos pela boca, falamos através de todos os chakras tendo o acorde dos sete tons da consciência de Deus.




Afirmações Transfiguradoras
de Jesus, o Cristo
EU SOU O QUE EU SOU
EU SOU a Porta Aberta que nenhum homem pode fechar
EU SOU a Luz que ilumina todo homem que vem ao mundo
EU SOU o Caminho
EU SOU a Verdade
EU SOU a Vida
EU SOU a Ressurreição
EU SOU a Ascensão na Luz
EU SOU a satisfação de todas as minhas necessidades e carências
EU SOU a abundância derramada sobre toda a Vida
EU SOU a Visão e Audição perfeitas
EU SOU a manifesta Perfeição do ser
EU SOU a ilimitável Luz de Deus manifestada por toda a parte
EU SOU a Luz do Santo dos Santos
EU SOU um Filho de Deus
EU SOU a Luz na sagrada montanha de Deus




Quando você diz, "EU SOU", como o nome e Deus, na realidade, você está dizendo, "Deus em mim, é".

"Deus em mim é o EU SOU". Deus em mim é a afirmação da condição de ser, da consciência e da autopercepção.

"Deus em mim é a porta aberta que nenhum homem pode fechar." Nenhum homem tem o poder de fechar a porta da penetração da Consciência Divina em sua alma.

"Deus em mim é a Luz que ilumina todo homem que vem ao mundo." O mesmo Deus que está em mim é o próprio fogo da criação que ilumina a vida de meus irmãos e irmãs na senda e de toda a humanidade. O reconhecimento desse fogo da criação é a grande união que podemos compartilhar.

"Deus em mim é o caminho." O caminho é a senda do Buda e do Cristo.

"Deus em mim é a Verdade." A Verdade pode ser conhecida - ao contrário da mentira dos caídos de que a Verdade não pode ser conhecida.

"Deus em mim é a vida." Porque Ele é essa vida que viverei para sempre.

"Deus em mim é a ressurreição" - de minha vida, meu amor, meu propósito cósmico, meu padrão interno. Deus em mim é o fogo da ressurreição para caminhar nas pegadas de Cristo e do Buda.

"Deus em mim é a ascensão na Luz." Deus em mim é o próprio fogo, a própria energia da criação liberada na hora da ascensão de Jesus e na hora da ascensão de Gautama de Nossa Senhora e incontáveis santos e sábios do Oriente e do Ocidente.

"Deus em mim é a satisfação de todas as minhas necessidades e carências do momento." Este mantra regula o fluxo cósmico em você. A fim de atender às necessidades e carências, deve haver o dar e o receber perfeitos, o fluxo perfeito sobre o padrão em forma de oito. Esse fluxo perfeito ocorre através dos chakras, seus centros de Consciência Divina.

"Deus em mim é visão e audição perfeitas." Há uma grande necessidade da visão e da audição neste plano, mas a visão e a audição que exigimos acima de tudo são visão espiritual - entendimento para conhecer Deus, para conhecer a Luz e as trevas, a Verdade e erro, para definir, redefinir e refinar o caminho de nossa Cristicidade - e ouvir a voz mansa e delicada dentro de nós, ouvir o Mestre que nos chama, ouvir a voz de Deus que falou com Jesus “Este é meu amado filho, em quem me comprazo.”[1]

"Deus em mim é a perfeição manifesta do ser." Todos nós sabemos que Deus é perfeito, todos sabemos que Deus está dentro de nós. Mas que Ele é a perfeição manifesta do ser é a afirmação que traz a Luz do plano do Espírito ao plano da Matéria, por meio do qual conquistamos aqui e agora, o tempo e o espaço. Essa é a praticidade dos avatares dessa geração. O que importa que Deus esteja bem no céu? Deus deve estar em manifestação aqui na Terra para operar a mudança da alquimia da Era de Aquário.

"Deus em mim é a ilimitável Luz de Deus manifestada em toda a parte." Este mantra libera uma explosão de Luz que pode iluminar um cosmos - porque a Luz de Deus não pode ser limitada. E quando afirmamos isso pelo poder do nome de Deus, por lei isso acontece.

"Deus em mim é a Luz do Santo dos Santos." O Santo dos Santos é o núcleo mais sagrado, o núcleo ígneo de seu ser, seu EU SOU O QUE SOU individualizado. Esta é a chama flamejante que não se apagará. É a chama que ardeu embora o arbusto não tenha sido consumido. Foi o núcleo de fogo a partir do qual o SENHOR Deus Se revelou a Moisés e deu seu nome como o EU SOU O QUE SOU. Você pode contatar o mesmo Santo dos Santos e experimentar a sua própria Presença do EU SOU.

"Deus em mim é um filho de Deus" - o sol resplandecente do Cristos.

"Deus em mim é a Luz na montanha sagrada de Deus" - o ponto mais alto, o próprio cume do ser, da autopercepção, a montanha de Deus onde Moisés recebeu as tábuas da lei, a montanha do Buda , o monte da transfiguração do Cristo. Eles estão dentro de nós e, pela iniciação, alcançamos essa altura.

Fontes

Template:PTA-pt.

Template:MMN-pt

  1. Mt. 3:17; 17:5; Mc. 1:11; Lc 3:22.