Uriel e Aurora

From TSL Encyclopedia
Jump to navigation Jump to search
This page is a translated version of the page Uriel and Aurora and the translation is 100% complete.
Other languages:
English • ‎español • ‎português
Arcanjo Uriel, Tiffany

Uriel e Aurora são os arcanjos do sexto raio do ministério e do serviço. O seu retiro etérico fica sobre as montanhas Tatra, no sul de Cracóvia, na Polônia. No seu ministério eles protegem o despertar da consciência Crística na humanidade e na vida elemental.

O sexto raio é também o raio da paz e Uriel e Aurora guardam essa chama pela humanidade, até que esta esteja apta a invocá-la por si mesma. Eles também preparam o caminho para a luz de Deus desabrochar em cada alma. Aurora leva o sentimento de paz para toda a humanidade. A sua segurança sempre flui de um amor de mãe – está tudo bem, “a aurora aproxima-se”.

Para terem paz, às vezes os arcanjos precisam lutar para atar os anjos caídos. Uriel e Aurora encarnam a paz e a fraternidade de Deus e ministram a toda a vida. O seu trabalho corresponde ao chakra do plexo solar, que fica sobre o umbigo. A quinta-feira é o seu dia, quando podemos receber uma transmissão maior de luz, de energia e de consciência cósmica do seu corpo causal.

Traditions sobre Uriel

O nome Uriel significa “o fogo de Deus”, “a chama de Deus” ou “Deus é a minha luz”. Na tradição judaica, o Arcanjo Uriel é conhecido como “aquele que traz luz para Israel”. Ele interpreta profecias e geralmente é representado carregando um livro ou um rolo de papiro. No livro Paraíso Perdido, John Milton descreve Uriel como “o regente do Sol e o espírito mais perspicaz do Céu”. Algumas tradições apontam-no como o anjo que tirou Abraão da terra de Ur.

Uriel não é citado na Bíblia, mas aparece em textos judaicos e cristãos. Diz-se que ele é um anjo da Presença que vigia o mundo e as partes mais baixas do Hades. No Livro de Enoque, ele é um dos quatro anjos principais, ao lado de Miguel, Gabriel e Rafael. Uriel guiou Enoque na sua jornada pelo céu e pelo submundo, e também advertiu Noé sobre o dilúvio iminente. Algumas tradições dizem que Uriel ensinou Noé como sobreviver ao dilúvio.

Nos Oráculos Sibilinos – textos usados para disseminar a doutrina judaica e, depois, a cristã, entre os pagãos – Uriel é mencionado como um dos anjos que leva as almas para o julgamento. Ele também desempenha um papel importante na obra judaica Quarto Livro de Ezra. Nesse livro Uriel interpreta as visões de Ezra e instrui-o sobre os segredos do Universo, além de responder às perguntas de Ezra sobre o julgamento e os sinais do fim da era.

As chaves para mudança de Uriel

Atualmente, o Arcanjo Uriel dá várias chaves que ajudam a mudar, para melhor, a vida individual, familiar, da comunidade e do planeta. A primeira chave é invocar os sete arcanjos para que infundam os nossos centros espirituais, os chakras, com a luz do Cristo Universal. Ele diz:

Basta que nos invoqueis no nome de Deus EU SOU O QUE EU SOU, e no nome do Seu Filho, Jesus Cristo, pedindo para cuidarmos dos vossos afazeres. Depois, mantende-vos firmes e contemplai a salvação do vosso Deus! Mantende-vos firmes e vereis que as nações se curarão, graças ao trabalho dos sete arcanjos![1]

Quando nos invocais, colocamo-nos imediatamente ao vosso lado. Se não o fazeis, mesmo que queiramos salvar-vos, a lei cósmica determina que não podemos intervir. Temos de respeitar o vosso livre-arbítrio.[2]

Chama violeta

Outra chave para promover mudanças pessoais e planetárias é aplicar a chama violeta, diariamente e com generosidade. Ela é a dádiva do Espírito Santo e transmuta os registros de carma negativo, inclusive os dos erros pessoais e dos erros de terceiros. Por exemplo, o Arcanjo Uriel diz que para haver paz na Terra é importante usar a chama violeta para erradicar os registros de guerra e morte dos campos de batalha do planeta.

Expandir a chama da paz

O Arcanjo Uriel ensina-nos a expandir a chama da paz na nossa aura e como usar o poder da paz contra as forças da anti-paz. Caso percamos o equilíbrio, ele aconselha: “Recuperai a harmonia tão rapidamente quanto possível. Se desejais manter a harmonia, mais do que vencer uma discussão, conseguireis restaurar a paz com rapidez. Estar em harmonia é ter o controle absoluto das energias que vos atingem. Observai o tom da vossa voz. Elevai-vos ao plano do Cristo Pessoal e não permitais que as diversas partes do vosso ser, como crianças mimadas, vos arrastem para quatro direções. O poder de Deus pode ser encontrado na quietude interna do coração.

Arcanjo Uriel

Anjo do julgamento

Uriel também nos ensina a invocar o poder do juízo do Senhor e é o arcanjo que transmite os julgamentos do Senhor Jesus Cristo. Jesus pediu- nos para fazermos invocações para atar os anjos caídos que atacam os filhos de Deus. Saint Germain concede aos seus Guardiães da Chama o poder de atar os anjos caídos, na terra e no céu. O apóstolo Paulo confirma essa dispensação: “Não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo deve ser julgado por vós, sois indignos de julgar as coisas mínimas? Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida?” [3] Paulo estava se referindo aos anjos caídos.

O Arcanjo Uriel está muito preocupado com o aborto e com o carma que descerá sobre as nações que o toleram. Deus escolhe o momento especial da história, no qual cada alma deve nascer para cumprir a sua razão de ser. Uriel diz: “Assassinar as crianças de Deus é assassinar Deus como potencial flamejante – é crucificar o Cristo, novamente”.[4] Uriel profetizou que cataclismos atingiriam qualquer nação ou pessoa que praticasse ou apoiasse o aborto, e disse que eles poderão manifestar-se na metereologia, na economia ou nos lares onde há confronto entre irmãos.[5]

Uriel diz que quem esteve envolvido em um aborto poderá equilibrar esse carma praticando ações piedosas e implorando o perdão de Deus. O erro também poderá ser corrigido com o patrocínio à vida e a defesa dos que ainda não nasceram.

Em 29 de dezembro de 1985, o Arcanjo Uriel disse que podemos invocar os anjos pedindo o julgamento do terrorismo em qualquer parte do mundo: “Embora não exista uma solução internacional para o terrorismo, o SENHOR Deus Todo-Poderoso tem essa solução. E os anjos estão prontos para implementá-la, se oferecerdes a Palavra de confirmação e ratificardes a vontade de Deus com os vossos decretos”.

Existe outra forma de julgamento – o julgamento do falso eu, a antítese do Eu Verdadeiro. O falso eu é o ego, é o eu colérico, egoísta, duro de coração e que não se preocupa com os outros. Quando pedimos a Deus para nos julgar o Seu fogo sagrado desce no nosso templo, não para nos prejudicar, mas para separar o bom e o mau carma. Isso ajudar-nos-á a enxergar os nossos erros pelo que eles são. Podemos ponderar as ofensas que cometemos contra Deus, de maneira involuntária ou por ignorância e, depois, repará-las. Devemos invocar o Arcanjo Uriel pedindo-lhe que separe o joio e o trigo que crescem lado a lado no nosso interior. Estudemos o que é real e o que é irreal na nossa consciência. Depois, permitamos que o fogo sagrado consuma toda a energia que desqualificamos. Invoquemos a chama violeta vigorosa e corajosamente.

Quando invocado para cumprir a justiça divina e os julgamentos justos e corretos de Deus, o Arcanjo Uriel pode não responder imediatamente, mas podemos ter a certeza que o processo já começou e será cumprido no tempo de Deus, com ou sem o nosso conhecimento.

Quando pedimos que o juízo de Deus desça à Terra, é importante nos lembrarmos que o nosso papel é perdoar e o de Deus é aplicar a justiça. Se testemunharmos uma injustiça, a solução mais segura é entregá-la a Deus e aos seus emissários angélicos. A Bíblia diz: “Minha é a vingança; eu retribuirei, diz o Senhor”.[6]

A chama da ressurreição

Uriel também é o anjo da chama da ressurreição. Esta chama tem uma coloração de madrepérola e promove a renovação, o renascimento e o rejuvenescimento, para que, como a fênix, o indivíduo possa ressurgir das cinzas do antigo eu. O Arcanjo Uriel ensina-nos a usar a chama da ressurreição para vencer o medo e adquirir a verdadeira mestria divina. Ele diz: “Vencer o medo é simplesmente a arte de permitir que Deus realize o Seu trabalho perfeito e que vós renuncieis”.[7]

O Arcanjo Uriel dá-nos um exercício para nos libertarmos do medo. Colocar as mãos, uma sobre a outra, na altura do coração e, em seguida, abri-las, descontraidamente, estendendo-as para fora. Descruzar as pernas e respirar com tranquilidade. Em seguida, dizer suavemente estas palavras para a nossa alma e para o nosso corpo, três vezes: “Paz, aquieta-te!” Quando colocamos as mãos à nossa frente, em concha, essa postura reflete a serenidade da criancinha que há no nosso interior e se sente segura nos braços da mãe.

Uriel diz: “Assim como tudo na vida reflete esse cuidado, confiai simplesmente na chama da Mãe no coração da luz da ressurreição para vos libertar da dúvida e do medo”.[8] Devemos reservar a cada dia alguns instantes para descansar, relaxar o corpo, a mente e a alma. Relaxar conscientemente as tensões do dia, da cabeça aos pés. Podemos praticar o ioga da nossa preferência ou o Tai Chi. Apenas devemos relaxar e deixar que Deus atue. Observemos como toda dúvida e medo desaparecem e usufruamos da alegria de ser autoconfiantes e de ter autoestima.

O Arcanjo Uriel designou um anjo das suas legiões para cada um de nós para nos ajudar a experimentar o poder da chama da ressurreição na nossa vida pessoal e nas nossas cidades. Ele também determinou que o anjo nos ajude a atar o falso eu, interior e exterior, e a transmutar o carma das nossas cidades. Uriel disse que para recebermos o nosso anjo temos de dizer: “Em nome do EU SOU O QUE EU SOU, em nome do Arcanjo Uriel, aceito o anjo da ressurreição onde EU SOU e estou!”[9]

Devoções diárias

Outra chave que Uriel nos deu para promover mudanças, é oferecer devoções à Presença Divina, todos os dias. O arcanjo e os seus anjos prometeram ajudar os que percorrem o caminho de volta ao coração de Deus. Ele diz:

Só vos pedimos uma coisa: que decidais no vosso coração não deixar passar um só dia sem pensardes na vossa poderosa Presença Divina, oferecerdes as vossas devoções, as vossas adorações e ministrações a esta poderosa Fonte de vida. Pois é por meio desta Presença Divina que conseguimos penetrar as trevas que vos rodeiam, que conseguimos descer e caminhar convosco, e que sois capazes de ascender à nossa presença. Com esse serviço recíproco, essa cooperação cósmica, podemos avançar. A Presença de Deus nunca falha!

Uriel diz que é a separação da Realidade Divina que causa o fracasso. É a separação que causa a dúvida. É a separação que causa o medo.

Digo que a separação é uma mentira, que nunca existiu na mente e no coração de Deus, e não existirá em vós, se neste dia prestardes atenção às minhas palavras e aceitardes as poderosas dispensações de luz que vos são dadas. Aceitai-as e tornai-vos um só com a vossa Presença Divina!...

Caminhai na Terra como Cristos. Despi-vos das vestes antigas! Fazei-o e transfigurai-vos na poderosa chama transfiguradora da vida!”[10]

Quatro passos para vencer condições indesejáveis

O Arcanjo Uriel dá-nos quatro passos para a superação de qualquer condição indesejável na nossa vida.

  • Primeiro: “não vos condeneis por essa condição”.
  • Segundo: “vede a vós mesmos na vossa grandiosa Realidade Divina, preenchidos pelo Espírito, e vede o problema com um centímetro de altura”.
  • Terceiro: “do mais profundo do vosso ser, fazei o seguinte fiat: ‘Ó meu Deus, conseguirei a vitória contra esta besta do meu eu inferior!’”
  • Quarto: não suprimais as vossas negatividades. Não entreis em estado de negação, mas olhai com honestidade para a situação com que estais lidando e permiti que tudo o que há de negativo no vosso mundo seja lançado na chama violeta.

Substituí atividades e desejos inadequados por outros novos, por uma nova alegria, novas interações e amigos de luz. Aderi a uma causa positiva e percebereis que estareis tão envolvidos em ajudar outras pessoas que nunca mais cedereis à tentação, quando fordes tentados a voltar aos antigos padrões. Recanalizai a corrente. Revertei o curso do momentum que desce correnteza abaixo. Providenciai um novo leito de rio colocando o curso da vossa vida na direção que desejardes. Expiar erros e enganos, e trocar desejos inferiores por desejos superiores exige esforço. “Mas estamos aqui para vos ajudar”, diz o Arcanjo Uriel. “Só precisais invocar-nos e nós o provaremos”.[11]

Retiros

Artígo principal: Retiro de Uriel e Aurora

O retiro de Uriel e Aurora está localizado no reino etérico sobre as Montanhas Tatra, ao sul de Cracóvia, na Polônia. Eles e as legiões de anjos da paz do seu retiro também trabalham com as legiões da paz do Retiro da Arábia de Jesus, e do Retiro do Elohim da Paz, sobre as ilhas havaianas.

Os Arcanjos Uriel e Aurora inspiraram Brahms a compor a canção de ninar que usam para acalmar a alma das criancinhas e infundi-las com o consolo e a cura da Presença Divina e da chama Crística do coração.

Fontes

Mark L. Prophet e Elizabeth Clare Prophet, Os Mestres e os seus retiros, “Uriel e Aurora.”

  1. Arcanjo Uriel, “‘Thus Far and No Farther!’ Saith the LORD,” 29 de dezembro de 1985, citado por Elizabeth Clare Prophet, 23 de março de 1996.
  2. Arcanjo Uriel, “The Hour of the Fulfillment of Your Christhood,” 27 de fevereiro de 1988, citado por Elizabeth Clare Prophet, 23 de março de 1996.
  3. I Co 6:1–3.
  4. Arcanjo Uriel, Exhortations out of the Flame of the Ark of the Covenant, no. 3, p. 4.
  5. Arcanjo Uriel, “Look to the Mountain!” Pérolas de Sabedoria, vol. 25, n° 23, 6 de junho de 1982.
  6. Rm 12:19.
  7. Arcanjo Uriel, “The Sealing of This Cycle of the Lord’s Resurrection,” 15 de abril de 1979.
  8. Ibid.
  9. Arcanjo Uriel, “Overcome by the Power of Light!” Pérolas de Sabedoria, vol. 26, n° 23, 5 de junho de 1983.
  10. Arcanjo Uriel, “Walk the Earth as Christs!” Pérolas de Sabedoria, vol. 25, n° 50, 12 de dezembro de 1982.
  11. Elizabeth Clare Prophet, “Saint Germain’s Prophecy for the Aquarian Age,” 23 de março de 1996.