Arcanjo Rafael

From TSL Encyclopedia
Revision as of 17:39, 29 April 2020 by Tmoras (talk | contribs)
Jump to navigation Jump to search
Other languages:
English • ‎español • ‎português
Tobias e Arcanjo Rafael, Giovanni Gerolamo Savoldo (1542)

Rafael é o Arcanjo do Quinto Raio da verdade, da integridade, da cura, da ciência, da precipitação, da vida abundante, da música e da matemática. O seu complemento divino é a Arqueia Maria, que encarnou como a Mãe de Jesus. O seu raio corresponde ao chakra do terceiro olho e eles podem auxiliar-nos com a visão espiritual e com o dom do discernimento de espíritos.

A tradição judaica

O nome “Rafael” significa “Deus curou” ou “a Medicina de Deus”. Segundo um texto judaico, Rafael revelou a Noé o poder de cura das plantas. Outro texto conta como ele curou um homem cego e atou um demônio. Os católicos reverenciam-no como o anjo que curou o doente no tanque de Betesda. O Livro de Enoque relata que as suas responsabilidades incluem a cura das doenças e das feridas dos homens.

A tradição judaica aponta-o como um dos três arcanjos que apareceram a Abraão nas planícies de Mamre. Na verdade, acredita-se que foi Rafael que imbuiu Sara, a esposa de Abraão, com a força de conceber, quando ela já não tinha idade para ter filhos.

Rafael também é considerado o patrono dos viajantes. O Livro de Tobias relata que Rafael, disfarçado de viajante instruído, acompanha o filho de Tobit em uma viagem longa, servindo-lhe de guia. No final da história, Rafael revela a sua verdadeira identidade e explica que Deus o enviara para testar a fé de Tobit e do seu filho. Ambos passam no teste e recebem bênçãos magníficas de cura e abundância.

Rafael e a missão de Jesus

O Arcanjo Rafael não encarnou quando Maria foi escolhida por Deus para encarnar na Terra e dar à luz Jesus Cristo, avatar da era de Peixes, mas ele protegeu-a durante toda a sua missão e ajudou-a a trazer o “filho do Altíssimo”. Saint Germain foi escolhido por Deus para encarnar como José, esposo de Maria. Também neste caso, a sua alma gêmea, a Mestra Ascensa Pórcia, não encarnou, mas protegeu-o sempre.

A ciência da cura

Maria e Rafael ministram nos hospitais do mundo e treinam os futuros pais, em níveis internos, a precipitar a consciência Crística nos quatro corpos inferiores, que são os veículos para o Santo Cristo Pessoal de cada um. Eles inspiram novas curas e métodos alternativos de cura aos cientistas e às pessoas treinadas nas artes da cura e na profissão médica.

Os anjos das legiões de Rafael são mestres-cirurgiões. O arcanjo diz que eles usam “a tecnologia a laser para penetrar o núcleo de uma célula... para expandir a chama violeta a partir do interior e selar a célula na forma-pensamento da cura”.[1]

A forma-pensamento da cura

The healing thoughtform

O Arcanjo Rafael liberou uma forma-pensamento formulada cientificamente para restaurar a matriz interna e a integridade divina quando for visualizada rodeando e penetrando as células e os átomos dos quatro corpos inferiores ou de um órgão específico. A forma-pensamento é composta de esferas concêntricas de fogo sagrado brancas, azul-safira e verde-esmeralda. A esfera branca, no centro, atua em níveis internos restaurando a parte afetada ou o órgão doente à sua perfeição original. Em seguida vem a azul que fundamenta a proteção e a ação da vontade de Deus. A esfera verde, na parte externa, restaura o fluxo do Espírito na Matéria e promove a integridade

Se qualquer de nós ou um ente querido sofrer algum ferimento ou lesão, devemos invocar a forma-pensamento da cura dizendo: “Em nome de Jesus Cristo, amado Arcanjo Rafael, Mãe Santíssima, colocai a vossa forma-pensamento da cura sobre [incluir o nome da pessoa]”. Em seguida, visualizamos esferas de fogo sagrado descendo do coração de Deus como a presença pulsante do Espírito Santo. Visualizamos o núcleo de fogo branco centrado na cintilante chama azul-safira, envolta nos fogos verde-esmeralda. Os primeiros minutos e horas após um acidente são críticos. Se pudermos manter uma vigília junto à cama do ente querido, ou à distância, visualizamos as partes feridas se recompondo e recuperando o estado original de saúde. Mantemos a visualização nos olhos da mente com firmeza. Acalmamos toda ansiedade, dúvida e medo, e não permitimos que nenhum deles nos afete. Colocamos a atenção exclusivamente na manutenção da forma-pensamento que temos na mente, excluindo tudo o mais. Afirmamos que Deus em nós mantém tudo perfeito e devolve tudo à forma verdadeira.

O conceito imaculado

Os Arcanjos Rafael e Maria também ensinam a ciência do conceito imaculado, praticada por todos os anjos do céu. Quando os anjos olham para uma pessoa, eles veem-na pura como ela era quando foi criada por Deus, e mantêm esse padrão pela pessoa. Isso dá condições ao indivíduo de restabelecer o padrão e perceber quem ele é, verdadeiramente – um filho ou uma filha de Deus.

Manter o conceito imaculado significa não pensar em alguém de maneira crítica. Devemos visualizar a Presença Crística circundando a pessoa e vê-la perfeita como Deus a criou, no princípio. Apoiamos as pessoas, mantendo para elas a visão imaculada, pura e perfeita. Também devemos fazer isto para nós. Ao perceber o que somos em Espírito e o potencial da nossa alma, procuramos reter essa imagem de Realidade nos nossos pensamentos e sentimentos. A imagem repele, naturalmente, tudo o que se opõe à manifestação da nossa Realidade e a ideia perfeita torna-se um magneto que atrai energias criativas do Espírito Santo para o nosso ser, para preencher o padrão mantido na mente.

A Mãe Maria diz:

Lembrai-vos de invocar Deus, o Arcanjo Rafael, a mim e a muitos anjos para promover a cura, onde for possível. E, se a Lei não permitir que ela ocorra na carne, invocai a cura da alma e do espírito. Nós ocupamo-nos da cura total do homem.[2]

Carma e cura

Rafael explica o papel importante do carma na cura:

“Amados, o carma é algo que poucos compreendem. Muitos não acreditam na ciência

ali contida. Outros dificilmente entendem que ele tem um papel vital na resposta que uma doença dá aos tratamentos naturais ou da medicina

tradicional.

O fator x da equação que determina se um indivíduo será ou não

curado, se recuperará a integridade, ou se passará da tela da vida é a circunstância cármica. Quando a Lei determina que o carma deve ser equilibrado imediatamente, se a pessoa não construiu uma fonte literal de luz com um momentum de devoção e de luz sustentado na aura, ao ser privada da alegria do serviço a Deus, ela poderá perceber que não tem suficiente luz de Deus para consumir a escuridão que súbita e rapidamente aflora no corpo físico....

Amados, não seria melhor que vos preparásseis para o dia da necessidade premente, acumulando luz no templo do corpo e equilibrando

o carma, enquanto podeis trabalhar? É esse o verdadeiro significado das palavras “devemos fazer as obras enquanto é dia, [3] com as quais Jesus alertou os discípulos. Ou seja: equilibrai o carma enquanto tendes a força da luz no vosso ser para executar as tarefas, o labor sagrado e a aplicação

sagrada da oração e da afirmação que podem modificar a equação cármica”.[4]

We can invoke the violet flame to transmute our karma even before it manifests as disease. We can be healed if we will apply the violet flame to our physical and psychological problems. In contrast to this approach of dealing with underlying causes of illness, there are some practitioners of healing who use hypnosis or mental willing to simply deny that disease exists. The result of these practices may be that the physical disease may be pushed back into the desire body, the mental body or the etheric body. The patient appears to be healed, but the karma has been suppressed, only to resurface in this life or in a future life.

Archangel Raphael explains that to remove the symptoms of disease without removing the record of its cause in this or a past life does a great disservice to the soul. And the individual who assents to the easy “cure” will see sometime, somewhere, in this or a future life, the same problem coming to the surface to be dealt with as karma that must be transmuted before the physical symptoms may permanently disappear.

Retreat

Main article: Raphael and Mother Mary's retreat

Raphael’s retreat is in the etheric realm over Fátima, Portugal. The healing flame blazing on the altar of his retreat was anchored in the physical octave when Mother Mary appeared to the children at Fátima in 1917. To the present hour, there is a stream of light that flows like a mighty waterfall from the etheric temple to the physical focus, and pilgrims are healed by the “waters” of the healing flame.

Raphael and Mother Mary have invited us to visit their retreat and to study the science of healing:

You may call to me and Raphael, for our etheric retreat is above Fátima in Portugal. There you may come at night [your soul in her etheric garment apart from the physical during the sleep state] and study the healing arts. Not far away is the University of the Spirit of Hilarion over the isle of Crete.

Do, then, call to God and your guardian angels to take you at night in your finer bodies where you may study and learn what are the golden-age methods of healing and how, when the planet is delivered of a certain karma and a certain band of fallen angels incarnate who oppose the real cures that could be available today for cancer and other terminal diseases—how through you and others there may come about finally the liberation and the revelation of the true healing arts.[5]

Archangel Raphael’s keynote is “Whispering Hope,” by Alice Hawthorne. The music of the Messiah was inspired upon Handel by Raphael.

Sources

Mark L. Prophet and Elizabeth Clare Prophet, The Masters and Their Retreats, s.v. “Raphael.”

  1. Arcanjo Rafael, “The Day of the Coming of the Lord’s Angel,” Pérolas de Sabedoria, vol. 29, n° 32, 29 de junho de 1986.
  2. Mãe Maria, “The Vow to Heal a Planet,” Pérolas de Sabedoria, vol. 30, n° 7, 15 de fevereiro de 1987.
  3. João 9:4, 5; 12:35, 36.
  4. Arcanjo Rafael, “Healing, Karma and the Path,” Pérolas de Sabedoria, vol. 29, n° 32, 29 de junho de 1986.
  5. Mother Mary, “The Vow to Heal a Planet,” Pearls of Wisdom, vol. 30, no. 7, February 15, 1987.