Deusa da Luz

From TSL Encyclopedia
Revision as of 00:01, 2 May 2020 by Pduffy (talk | contribs)
Jump to navigation Jump to search
Other languages:
English • ‎español • ‎português • ‎русский

Amerissis é um ser poderoso que personifica as qualidades da luz; daí o seu nome, Deusa da Luz. O termo “Deus” ou “Deusa” designa um ser cósmico que manifesta a consciência de Deus, no cargo que ocupa na Hierarquia espiritual e no seu raio.

A Deusa da Luz devota-se à luz de Deus e também à luz divina que há em cada pessoa. Ela armazena essa luz por nós no núcleo de cada átomo, célula e elétron. Ela explicou uma vez: “Pela graça de Deus, sou chamada Deusa da Luz, simplesmente porque me mantenho fiel à luz, há muito tempo.”[1]

Com ela trabalham a Rainha da Luz e a Deusa da Pureza, formando uma trindade que derrama luz sobre aqueles que lhes oram, e lhes fazem chamados, fiats e decretos. Mesmo um mantra simples como “Haja luz!”, é suficiente.

Sua encarnação

Quando estava encarnada na América do Sul, a Deusa da Luz alcançou tamanha mestria que conseguiu manter a vida em um único corpo, por mais de 500 anos. Entretanto, num momento de descuido, antes de ascender, o seu campo de força foi violado por um grupo de magos negros que aguardavam o momento propício para comprometê-la. Eles sobrepuseram-lhe um rabo de peixe na metade inferior do corpo, mantendo-a aprisionada à forma de sereia.

Por causa da sua grande mestria ela não podia abandonar o corpo físico e renascer, e a Lei exigia que ela ascendesse na forma em que adquirira mestria, portanto, ela foi obrigada a viver com esse corpo por mais de 800 anos, antes que a ascensão lhe fosse concedida.

Assim, serviu os seus semelhantes por mais de 300 anos, atrás de um balcão, usando uma saia longa para que ninguém soubesse do ocorrido. Ela disse que, a partir daquele momento, ela olhou sempre para a luz no alto e nunca mais prestou atenção à matriz negativa em que se encontrava: a forma de sereia. Quando seu momentum de luz se tornou suficiente, a Fraternidade enviou-lhe um emissário não ascenso, que foi a chave da sua libertação. Juntos, alcançaram o equilíbrio e adquiriram o momentum de fogo sagrado necessário para destruir a matriz que ela carregava há três séculos. Pouco tempo depois, Amerissis ascendeu.

Lições para a senda

Em 1966, a Deusa da Luz explicou porque se tornou vulnerável à ação do mago negro que pretendia destruí-la:

Num momento de descuido, em que admirava as minhas próprias realizações, o mago atacou-me com as presas e a picada de uma víbora. Fui imobilizada e não conseguia movimentar a parte superior do corpo. Mas, o instrutor espiritual que me protegia, conseguiu livrar-me daquela situação.

Durante anos, apelei

repetidamente a Deus pedindo que me libertasse daquela sujeição, e sempre fazia chamados à luz: ‘Ó luz, liberta-me. Ó luz, liberta-me. Ó luz de Deus, liberta-me. Ó luz de Deus,

liberta-me’.

Enquanto servia a humanidade, a prece que meus lábios pronunciavam

constantemente era para a luz: ‘Luz, luz, luz expande! Luz expande! Luz expande! Luz expande, expande, expande!’ O comando divino intensificou de tal maneira o meu momentum que um édito do Conselho do Carma desceu como um relâmpago, cruzando o céu. Senti em mim um tremor interior intenso e, subitamente, os grilhões que me aprisionavam

romperam-se. Olhei para baixo, para o corpo perfeito que uma vez conhecera e que fora restaurado pela luz para o reino da oportunidade divina. E, uma vez mais, pude retomar os estudos, na graça divina, a partir do ponto em que havia parado – mas, desta vez, com mais humildade e determinada a jamais me submeter a qualquer forma de escravidão.

Entreguei-me com entusiasmo à luz até que, por fim, fui convidada a apresentar-me ao Conselho do Carma, onde fui informada que, graças à luz que exteriorizara, ganhara o direito de receber aquele título de Deusa da Luz. Muito surpresa e maravilhada, aceitei, não por mim ou pelo título, que era e é muito nobre, mas para que pudesse transmitir, ao longo dos séculos, a minha dádiva de luz para a humanidade e, assim, ajudá-la e às hostes angélicas a exteriorizar muita luz, ao longo dos tempos e na eterna infinitude da luz ilimitada de Deus.[2]

Seu serviço hoje

Amerissis diz:

A vós entrego a minha luz e o meu corpo causal, e as minhas legiões estão prontas para servir. Lembrai-vos do meu nome: Amerissis, Deusa da Luz. Lembrai-vos de invocar-me e de fazer o fiat da luz.

A luz é a chave alquímica para a cura das nações e também é a chave para a vossa contínua objetividade, conforme aprendeis o significado da cruz de fogo branco.

Sou uma Mãe da luz e estou convosco, onde quer que estejais. Vi o Senhor Sanat Kumara consumir as trevas e presenciei inúmeras vitórias. Nós também ansiamos pelo fim da era de trevas, que se arrasta há tempos.Mas os ciclos, meus queridos, são determinados pelos que estão encarnados. O livre-arbítrio exerce grande influência nos universos externos.[3]

Em seus ditados, a Deusa da Luz tem nos advertido repetidamente para estarmos em guarda contra os que usam as nossas fraquezas para nos fazer retroceder no caminho espiritual. Ela também revelou que trabalha com Jesus e que, juntos, enviam luz aos moribundos e ajudam-nos a lidar com o medo da morte. Podemos invocá-la, quando alguém estiver fazendo a transição. “No mundo da forma, usar-vos-ei como um ponto focal”, disse ela, “para expandir a luz da esperança, da fé e da caridade” em todos que fazem a transição para as oitavas mais elevadas.[4]

Uma meditação para expandir a luz

A Deusa da Luz deu-nos uma meditação que expande a luz interior. Ela disse:

bom meditar na luz e visualizar o corpo coberto de pontinhos luminosos. Visualizai-vos como se fôsseis uma enorme árvore de Natal, com uma vela em cada galho, de modo que haja milhões de velas acesas na vossa árvore da vida, iluminando o caminho de milhões de pessoas. Lembrai-vos que, em cada ponto das células do vosso corpo, há o núcleo do átomo e um sol central em cada célula. Esses pontos de luz são, por assim dizer, manifestações microscópicas do Grande Sol Central.

Uma saúde vibrante no corpo ajuda a manter a circulação da luz. Uma pessoa pode desfrutar de uma mente vibrante, rápida e alerta e de um corpo de desejos absolutamente alinhado com a Lei de Deus, na alegria do SENHOR.[5]

Como superar a fraqueza de caráter

Amerissis também transmitiu um ensinamento prático que nos ajuda a superar a fraqueza de caráter. Ela explicou que todos nós somos submetidos a três testes recorrentes. Ela disse:

De acordo com o resultado de pesquisas realizadas pelos anjos, calculamos que, a maior parte dos habitantes da Terra carrega na consciência três nós que os impedem de avançar. Esses nós são muito evidentes, mas, mesmo com o passar dos anos, as pessoas não os identificam. Algumas passam pela tela da vida, na transição chamada morte, sem perceberem que não corrigiram as situações que motivaram a sua encarnação.

A autoanálise é valiosa, se não for exagerada, portanto, consultai profissionais que possam auxiliar-vos. Pedi, também, conselho aos amigos mais caros, aos entes queridos e aos familiares, visto que podem contar o que perceberam.

A seguir, pensai nos três pontos fortes da vossa corrente de vida, aqueles em que demonstrais maior força de caráter – honra, nobreza, constância, perseverança, determinação. Observai-os, porque a maioria das pessoas tem três pontos nos quais se destacam, e se destacam constantemente.

Devíeis estar sempre trabalhando três pontos de aceleração e realização,

e eliminando outros três dos traços de caráter que desejais lançar na chama. Se sempre tiverdes isso em mente, progredireis constantemente e vos transcendereis, muitas vezes. E, ao final, quando chegardes ao portão, descobrireis que passastes por tantos testes, que equilibrastes carma e estais prontos para vos candidatar à ascensão, em um dos retiros dos

mestres ascensos.[6]

Retiros

Artígo principal: {{{2}}}

Amerissis utiliza o foco da Rainha da Luz, sobre Messina, na Sicília, o foco da Deusa da Pureza, em Madagascar, e o seu próprio foco, o Santuário da Graça, nos Andes, na América do Sul, como pontos de ancoramento e distribuição tríplice da luz para o mundo, especialmente para a Europa, a Ásia e a África.

Ver também

Rainha da Luz

Deusa da Pureza

Fontes

Mark L. Prophet e Elizabeth Clare Prophet, Os Mestres e os seus retiros, s.v. “Amerissis.”

  1. Deusa da Luz, 4 de julho de 1972.
  2. Deusa da Luz, 16 de outubro de 1966.
  3. Deusa da Luz, 20 de janeiro de 1980.
  4. Deusa da Luz, 16 de outubro de 1966.
  5. A Deusa da Luz: Be Aware! Be vigilant! (Estai Alertas! Estai Vigilantes”, Pérolas de Sabedoria, vol. 32, n° 54, 10 de novembro de 1989, citado por Elizabeth Clare Prophet, em 28 de junho de 1996.
  6. Deusa da Luz, 2 de julho de 1995.