Difference between revisions of "Lucifer/pt"

From TSL Encyclopedia
Jump to navigation Jump to search
(Created page with "== O julgamento final de Lúcifer ==")
(Created page with "{{False hierarchy/pt}}")
 
(28 intermediate revisions by 3 users not shown)
Line 1: Line 1:
 
<languages />
 
<languages />
 +
[[File:Paradise Lost 12.jpg|thumb|upright]]
 +
 +
{{False hierarchy/pt}}
 +
 
(Do latim, significando “portador da luz”.) Aquele que alcançou a condição de [[Special:MyLanguage/archangel|Arcanjo]] e perdeu esta graça pelo orgulho, ambição e o desejo de estar acima das Estrelas de Deus ([[Special:MyLanguage/Sons of God|Filhos de Deus]] e [[Special:MyLanguage/Elohim|Elohim]]), acima da glória da [[Special:MyLanguage/Shekinah|Shekinah]], rivalizando com o Altíssimo. “Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filha da alva!...”<ref>Is 14:12.</ref>
 
(Do latim, significando “portador da luz”.) Aquele que alcançou a condição de [[Special:MyLanguage/archangel|Arcanjo]] e perdeu esta graça pelo orgulho, ambição e o desejo de estar acima das Estrelas de Deus ([[Special:MyLanguage/Sons of God|Filhos de Deus]] e [[Special:MyLanguage/Elohim|Elohim]]), acima da glória da [[Special:MyLanguage/Shekinah|Shekinah]], rivalizando com o Altíssimo. “Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filha da alva!...”<ref>Is 14:12.</ref>
  
Line 10: Line 14:
 
Isaías 14:12–17 dá o relato escritural da declaração de guerra de Lúcifer contra Deus Todo Poderoso e o Seu Cristo:
 
Isaías 14:12–17 dá o relato escritural da declaração de guerra de Lúcifer contra Deus Todo Poderoso e o Seu Cristo:
  
<blockquote> Como caíste do céu, ó Lúcifer, filho da manhã! como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações!</blockquote>
+
<blockquote>Como caíste do céu, ó Lúcifer, filho da manhã! como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações!</blockquote>
  
<blockquote> Tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono; no monte da congregação me assentarei, nas extremidades do norte:</blockquote>
+
<blockquote>Tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono; no monte da congregação me assentarei, nas extremidades do norte:</blockquote>
 
 
  
 
<blockquote>Subirei acima das mais altas nuvens; Serei semelhante ao Altíssimo.</blockquote>
 
<blockquote>Subirei acima das mais altas nuvens; Serei semelhante ao Altíssimo.</blockquote>
Line 19: Line 22:
 
<blockquote>Mas serás levado à cova, ao mais profundo do abismo.</blockquote>  
 
<blockquote>Mas serás levado à cova, ao mais profundo do abismo.</blockquote>  
  
<blockquote> Os que te virem te contemplarão, considerar-te-ão, e dirão: É este o homem que fazia estremer a terra, e que fazia tremer os reinos?</blockquote>
+
<blockquote>Os que te virem te contemplarão, considerar-te-ão, e dirão: É este o homem que fazia estremer a terra, e que fazia tremer os reinos?</blockquote>
  
 
<blockquote>Que punha o mundo como um deserto, e assolava as suas cidades? Que aos seus cativos não deixava voltar soltos para suas casas?</blockquote>
 
<blockquote>Que punha o mundo como um deserto, e assolava as suas cidades? Que aos seus cativos não deixava voltar soltos para suas casas?</blockquote>
Line 25: Line 28:
 
[[Special:MyLanguage/Sanat Kumara|Sanat Kumara]] fala sobre os anjos que seguiram Lúcifer na [[Special:MyLanguage/Great Rebellion|Grande Rebelião]]:
 
[[Special:MyLanguage/Sanat Kumara|Sanat Kumara]] fala sobre os anjos que seguiram Lúcifer na [[Special:MyLanguage/Great Rebellion|Grande Rebelião]]:
  
<blockquote>Na Grande Rebelião contra o S<small>ENHOR</small> Deus Todo Poderoso e as hostes da sua Hierarquia celestial, Lúcifer seduziu um número não pequeno de hostes angélicas lideradas por seus bandos. Seus nomes são mencionados no [[Special:MyLanguage/Book of Enoch|Livro de Enoque]], em outros livros Apócrifos e nas escrituras codificadas do Oriente e do Ocidente.</blockquote>
+
<blockquote>Na Grande Rebelião contra o S<small>ENHOR</small> Deus Todo-Poderoso e as hostes da sua Hierarquia celestial, Lúcifer seduziu um número não pequeno de hostes angélicas lideradas por seus bandos. Seus nomes são mencionados no [[Special:MyLanguage/Book of Enoch|Livro de Enoque]], em outros livros Apócrifos e nas escrituras codificadas do Oriente e do Ocidente.</blockquote>
  
<blockquote> Mais notáveis são os nomes [[Special:MyLanguage/Satan|Satãn]], Belzebu, [[Special:MyLanguage/Belial|Belial]], Baal, etc. no léxico das escrituras sagradas, e assumiu uma conotação simbólica e não pessoal. É o da Serpente. </blockquote>
+
<blockquote>Mais notáveis são os nomes [[Special:MyLanguage/Satan|Satãn]], Belzebu, [[Special:MyLanguage/Belial|Belial]], Baal, etc. Um desses nomes, o do líder mais astuto e sutil de um bando de caídos, chegou a ser usado com letra minúscula no léxico das escrituras sagradas e assumiu uma conotação simbólica e não pessoal. É o da Serpente.</blockquote>
  
<blockquote> Enquanto o termo “grande dragão” se refere ao conglomerado de toda a falsa hierarquia luciférica organizada contra a [[Special:MyLanguage/Great White Brotherhood|Grande Fraternidade Branca]], seus membros e hierarquias individuais se especializam em determinadas fases da perseguição do “dragão” à Mulher e na guerra travada pela falsa hierarquia luciférica contra o remanescente da semente da Mulher. </blockquote>
+
<blockquote>Enquanto o termo “grande dragão” se refere ao conglomerado de toda a falsa hierarquia luciférica organizada contra a [[Special:MyLanguage/Great White Brotherhood|Grande Fraternidade Branca]], seus membros e hierarquias individuais se especializam em determinadas fases da perseguição do “dragão” à Mulher e na guerra travada pela falsa hierarquia luciférica contra o remanescente da semente da Mulher.</blockquote>
 
 
  
blockquote>Enquanto Satanás é conhecido como o Assassino original usando o assassinato dos portadores da luz para frustrar o plano divino de Deus na Terra, a Serpente, que também é "chamado de Diabo e Satanás", é o Arquiimpostor, o Mentiroso original e o pai da mentira cuja filosofia do engano, baseada no medo e na dúvida, é seu modus operandi em sua guerra contra os verdadeiros Cristos e os verdadeiros profetas.</blockquote>  
+
<blockquote>Enquanto Satã é conhecido como o Assassino original usando o assassinato dos portadores da luz para frustrar o plano divino de Deus na Terra, a Serpente, que também é "chamada de Diabo e Satanás", é o Arquiimpostor, o Mentiroso original e o pai da mentira cuja filosofia do engano, baseada no medo e na dúvida, é seu modus operandi em sua guerra contra os verdadeiros Cristos e os verdadeiros profetas.</blockquote>  
  
<blockquote>A Serpente é o Ser Maligno cuja semente, juntamente com a de Satanás, é semeada como joio entre o bom trigo da semente Crística. É essa semente que é chamada de a descendência das víboras. “Víbora” é da tradução grega do nome próprio “Serpente”, que, juntamente com os seres caídos de seu bando, foi expulso do céu e encarnou na Terra, onde continuaram a reencarnar desde a Grande Rebelião. <ref>>{{OSS}}, capítulo 33.</ref></blockquote>
+
<blockquote>A Serpente é o Ser Maligno cuja semente, juntamente com a de Satã, é semeada como joio entre o bom trigo da semente Crística. É essa semente que é chamada de a descendência das víboras. “Víbora” é a tradução grega do nome próprio “Serpente”, que, juntamente com os seres caídos de seu bando, foi expulso do céu e encarnou na Terra, onde continuaram a reencarnar desde a Grande Rebelião.<ref>{{OSS}}, capítulo 33.</ref></blockquote>
  
Os anjos que seguiram esse arquiimpostor, nomeado por Jesus "o pai da mentira" e "um assassino desde o princípio",<ref>João 8:44.</ref> são os caídos, também chamados de luciféricos, satanistas ou filhos de Belial (nomeados a partir de seus vários tenentes). Mais do que desobedientes, esses rebeldes contra a Primeira Causa eram blasfemos e desdenhosos ao Pai e a Seus filhos entre os quais eles encarnaram (veja a parábola do joio e do trigo, Mateus 13), tendo sido trazidos para baixo - ao estado inferior da encarnação física - pelas hostes do S<small>ENHOR</small>.
+
Os anjos que seguiram esse arquiimpostor, nomeado por Jesus “o pai da mentira” e “um assassino desde o princípio”,<ref>João 8:44.</ref> são os caídos, também chamados de luciféricos, satanistas ou filhos de Belial (nomeados a partir de seus vários tenentes). Mais do que desobedientes, esses rebeldes contra a Primeira Causa eram blasfemos e desdenhosos ao Pai e a Seus filhos entre os quais eles encarnaram (veja a parábola do joio e do trigo, Mateus 13), tendo sido trazidos para baixo - ao estado inferior da encarnação física - pelas hostes do S<small>ENHOR</small>.  
 
 
  
 
== O julgamento final de Lúcifer ==
 
== O julgamento final de Lúcifer ==
  
Lucifer was bound “on earth” by [[Archangel Michael|Michael the Archangel]] on April 16, 1975 (even as he and his angels had been bound “in heaven” by the same Defender of the Faith and his angels) and taken to the [[Court of the Sacred Fire]] on [[Sirius]], where he stood trial before the [[Four and Twenty Elders]] over a period of ten days. The testimony of many souls of light in embodiment on Terra and other planets and systems were heard, together with that of the ascended masters, archangels, and Elohim.
+
Lúcifer foi atado “na Terra” pelo [[Special:MyLanguage/Archangel Michael|Arcanjo Miguel]] em 16 de abril de 1975 (assim como ele e seus anjos foram adados “no céu” pelo mesmo Defensor da Fé e seus anjos) e levado à [[Special:MyLanguage/Court of the Sacred Fire|Corte do Fogo Sagrado]] em [[Sirius|Sírio]], onde foi julgado perante os [[Special:MyLanguage/Four and Twenty Elders|Vinte e Quatro e Anciães]] por um período de dez dias. O testemunho de muitas almas de luz encarnadas na Terra e em outros planetas e sistemas foi ouvido, juntamente com o dos mestres ascensos, arcanjos e Elohim.
  
On April 26, 1975, he was found guilty of total rebellion against Almighty God by the unanimous vote of the Twenty Four and sentenced to the [[second death]]. As he stood on the disc of the sacred fire before the court, the flame of Alpha and Omega rose as a spiral of intense white light, canceling out an identity and a consciousness that had influenced the fall of one third of the angels of the galaxies and countless lifewaves evolving in this and other systems of worlds.  
+
Em 26 de abril de 1975, ele foi considerado culpado de rebelião total contra o Deus Todo-Poderoso pelo voto unânime dos Vinte e Quatro e condenado à [[Special:MyLanguage/second death|segunda morte]]. Enquanto ele estava no disco de fogo sagrado perante a corte, a chama de Alfa e Ômega subiu como uma espiral de intensa luz branca, cancelando uma identidade e uma consciência que influenciaram a queda de um terço dos anjos das galáxias, e inúmeras ondas de vida evoluindo neste e em outros sistemas de mundos.  
  
Many who followed the Fallen One in the Great Rebellion against the Son of God have also been brought to trial. His seed, still “wroth with the Woman” and her [[Manchild]], are making war with the heirs of Sanat Kumara’s light on planet earth.<ref>See Rev. 12.</ref> Daily they are being bound by Archangel Michael and the Lord’s hosts and remanded to stand trial in the [[final judgment]] as one by one their time is up—and they are being judged: “every man according to their works,” as Jesus’ angel showed it in a vision of the last days of the Piscean age to [[John the Revelator]].  
+
Muitos que seguiram o Caído na Grande Rebelião contra o Filho de Deus também foram levados a julgamento. Sua semente, ainda “irada com a Mulher” e seu [[Special:MyLanguage/Manchild|Filho Varão]], está em guerra com os herdeiros da luz de Sanat Kumara no planeta Terra.<ref>Ver Ap 12.</ref> Eles estão sendo presos diariamente pelo Arcanjo Miguel e os exércitos do Senhor e mandados para serem julgados no [[Special:MyLanguage/final judgment|juízo final]], pois um a um o seu tempo acabou - e eles estão sendo julgados: “cada homem segundo as suas obras”, como o anjo de Jesus mostrou em uma visão dos últimos dias da era de peixes a [[Special:MyLanguage/John the Revelator|João Evangelista]].  
  
== See also ==
+
== Ver também ==
  
[[Fallen angels]]  
+
[[Special:MyLanguage/Fallen angels|Anjos caídos]]  
  
[[Satan]]
+
[[Special:MyLanguage/Satan|Satã]]
  
== For more information ==
+
== Para mais informações ==
  
{{FAOE}}
+
{{FAOE-pt}}
  
See also Jesus’ parable of the tares and the wheat (Matt. 13:24–30, 36–43).
+
Ver também a parábola de Jesus sobre o joio e o trigo (Mateus 13:24–30, 36–43).
  
== Sources ==
+
== Fontes ==
  
{{SGA}}.
+
{{SGA-pt}}.
  
{{MHG}}.
+
{{MHG-pt}}.
  
 
<references />
 
<references />

Latest revision as of 16:45, 3 July 2020

Other languages:
English • ‎español • ‎português
Paradise Lost 12.jpg
Parte de uma série de artigos sobre a
Falsa Hierarquia



   Artigos principais   
Falsa hierarquia
Anjos caídos
Anticristo



   Anjos caídos individuais   
Belzebu
Belial
Lúcifer
Samael
Satãn
Serpente



   Bandas de anjos caídos   
Nefilim
Vigilantes
luciferianos
serpentes
satanistas
satãs
Filhos de Belial



   Ramificações da   
   Falsa Hierarquia   
Illuminati
Fraternidade indiana negra
Fraternidade do Corvo Preto
Falsos gurus
 

(Do latim, significando “portador da luz”.) Aquele que alcançou a condição de Arcanjo e perdeu esta graça pelo orgulho, ambição e o desejo de estar acima das Estrelas de Deus (Filhos de Deus e Elohim), acima da glória da Shekinah, rivalizando com o Altíssimo. “Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filha da alva!...”[1]

Arquétipo do morador do umbral planetário.

Anticristo.

Os anjos caídos

Isaías 14:12–17 dá o relato escritural da declaração de guerra de Lúcifer contra Deus Todo Poderoso e o Seu Cristo:

Como caíste do céu, ó Lúcifer, filho da manhã! como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações!

Tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono; no monte da congregação me assentarei, nas extremidades do norte:

Subirei acima das mais altas nuvens; Serei semelhante ao Altíssimo.

Mas serás levado à cova, ao mais profundo do abismo.

Os que te virem te contemplarão, considerar-te-ão, e dirão: É este o homem que fazia estremer a terra, e que fazia tremer os reinos?

Que punha o mundo como um deserto, e assolava as suas cidades? Que aos seus cativos não deixava voltar soltos para suas casas?

Sanat Kumara fala sobre os anjos que seguiram Lúcifer na Grande Rebelião:

Na Grande Rebelião contra o SENHOR Deus Todo-Poderoso e as hostes da sua Hierarquia celestial, Lúcifer seduziu um número não pequeno de hostes angélicas lideradas por seus bandos. Seus nomes são mencionados no Livro de Enoque, em outros livros Apócrifos e nas escrituras codificadas do Oriente e do Ocidente.

Mais notáveis são os nomes Satãn, Belzebu, Belial, Baal, etc. Um desses nomes, o do líder mais astuto e sutil de um bando de caídos, chegou a ser usado com letra minúscula no léxico das escrituras sagradas e assumiu uma conotação simbólica e não pessoal. É o da Serpente.

Enquanto o termo “grande dragão” se refere ao conglomerado de toda a falsa hierarquia luciférica organizada contra a Grande Fraternidade Branca, seus membros e hierarquias individuais se especializam em determinadas fases da perseguição do “dragão” à Mulher e na guerra travada pela falsa hierarquia luciférica contra o remanescente da semente da Mulher.

Enquanto Satã é conhecido como o Assassino original usando o assassinato dos portadores da luz para frustrar o plano divino de Deus na Terra, a Serpente, que também é "chamada de Diabo e Satanás", é o Arquiimpostor, o Mentiroso original e o pai da mentira cuja filosofia do engano, baseada no medo e na dúvida, é seu modus operandi em sua guerra contra os verdadeiros Cristos e os verdadeiros profetas.

A Serpente é o Ser Maligno cuja semente, juntamente com a de Satã, é semeada como joio entre o bom trigo da semente Crística. É essa semente que é chamada de a descendência das víboras. “Víbora” é a tradução grega do nome próprio “Serpente”, que, juntamente com os seres caídos de seu bando, foi expulso do céu e encarnou na Terra, onde continuaram a reencarnar desde a Grande Rebelião.[2]

Os anjos que seguiram esse arquiimpostor, nomeado por Jesus “o pai da mentira” e “um assassino desde o princípio”,[3] são os caídos, também chamados de luciféricos, satanistas ou filhos de Belial (nomeados a partir de seus vários tenentes). Mais do que desobedientes, esses rebeldes contra a Primeira Causa eram blasfemos e desdenhosos ao Pai e a Seus filhos entre os quais eles encarnaram (veja a parábola do joio e do trigo, Mateus 13), tendo sido trazidos para baixo - ao estado inferior da encarnação física - pelas hostes do SENHOR.

O julgamento final de Lúcifer

Lúcifer foi atado “na Terra” pelo Arcanjo Miguel em 16 de abril de 1975 (assim como ele e seus anjos foram adados “no céu” pelo mesmo Defensor da Fé e seus anjos) e levado à Corte do Fogo Sagrado em Sírio, onde foi julgado perante os Vinte e Quatro e Anciães por um período de dez dias. O testemunho de muitas almas de luz encarnadas na Terra e em outros planetas e sistemas foi ouvido, juntamente com o dos mestres ascensos, arcanjos e Elohim.

Em 26 de abril de 1975, ele foi considerado culpado de rebelião total contra o Deus Todo-Poderoso pelo voto unânime dos Vinte e Quatro e condenado à segunda morte. Enquanto ele estava no disco de fogo sagrado perante a corte, a chama de Alfa e Ômega subiu como uma espiral de intensa luz branca, cancelando uma identidade e uma consciência que influenciaram a queda de um terço dos anjos das galáxias, e inúmeras ondas de vida evoluindo neste e em outros sistemas de mundos.

Muitos que seguiram o Caído na Grande Rebelião contra o Filho de Deus também foram levados a julgamento. Sua semente, ainda “irada com a Mulher” e seu Filho Varão, está em guerra com os herdeiros da luz de Sanat Kumara no planeta Terra.[4] Eles estão sendo presos diariamente pelo Arcanjo Miguel e os exércitos do Senhor e mandados para serem julgados no juízo final, pois um a um o seu tempo acabou - e eles estão sendo julgados: “cada homem segundo as suas obras”, como o anjo de Jesus mostrou em uma visão dos últimos dias da era de peixes a João Evangelista.

Ver também

Anjos caídos

Satã

Para mais informações

Template:FAOE-pt

Ver também a parábola de Jesus sobre o joio e o trigo (Mateus 13:24–30, 36–43).

Fontes

Mark L. Prophet e Elizabeth Clare Prophet, Saint Germain On Alchemy (A Alquimia de Saint Germain).

Template:MHG-pt.

  1. Is 14:12.
  2. Elizabeth Clare Prophet, The Opening of the Seventh Seal: Sanat Kumara on the Path of the Ruby Ray, capítulo 33.
  3. João 8:44.
  4. Ver Ap 12.